Polícia Civil prende traficante que escravizava usuários em Guarantã do Norte

A Polícia Judiciária Civil recebeu uma denúncia anônima dando conta que, em uma residência na Rua Umburanas no bairro Cidade Nova, havia um senhor que há poucos dias tinha saído da cadeia e estaria traficando entorpecentes e receptando objetos furtados e roubados.

A polícia civil iniciou uma série de Investigações, onde durante alguns dias de monitoramento a residência, os investigadores tiveram a oportunidade de visualizar uma imensa movimentação com características de comércio de entorpecentes.

Na última terça-feira (05/06), durante a vigilância, por volta das 15 horas, os policiais avistaram dois menores saindo da residência, sendo que um deles tinha em uma das mãos um objeto branco, aparentando ser uma trouxinha de entorpecentes, ao fazer abordagem policial nos menores, foi localizada uma trouxinha de pasta base de cocaína. Diante da situação de flagrante os policiais foram até a residência alvo da investigação e ao chegar, os policiais avistaram o suspeito Marcos Pereira correndo para dentro da residência, deixando para trás sua esposa e seus três filhos.

Ao adentrar na residência os policiais se depararam com diversas peças de veículos, uma porção de substância análoga maconha e duas sacolas com recortes para embalar entorpecentes.

Em continuidade a operação, os policiais se deslocaram até uma residência localizada na Rua Santo Antônio do Bairro Santa Marta, onde consta na mesma denúncia o suspeito a marcos alugou a residência para que os usuários de drogas que compra seus entorpecentes pudessem usar o produto ilícito bem como esconder produtos de furto no local, funcionando como uma espécie de tabacaria.

Em depoimento o responsável que estava na residência relatou aos policiais que os usuários furtavam objeto na cidade de Guarantã do Norte e trocavam os produtos por entorpecentes. Segundo o responsável pela residência, o mesmo ainda relatou que furtou uma motocicleta de seu pai e pasou ao suspeito Marcos Pereira em troca de entorpecentes.

Segundo os policiais o traficante utilizava os usuários de drogas da cidade como uma espécie de escravos onde os mantinham sob o seu controle, devido à dependência química dos mesmos, utilizando-os para furtar e roubar objetos ao mando.

Marcos Pereira e o responsável pela segunda residência foram presos e encaminhados para Delegacia de Polícia Civil, onde devem ser encaminhados para o presídio mais próximo.

Por/ O Território