Taques lança candidatura à reeleição nesta terça-feira, com Selma Arruda para o Senado

O suspense do governador sobre sua candidatura à reeleição durou menos de 12 horas. O tempo suficiente para costurar um acordo com o presidente nacional do PSL e presidenciável Jair Bolsonaro, que aceitou a aliança de seu partido com o PSDB em Mato Grosso, desde que ganhasse palanque no Estado.

Depois de anunciar que ainda não tinha certeza se iria disputar a reeleição e que a decisão só viria após uma reunião com familiares e amigos mais próximos, o governador Pedro Taques (PSDB) mudou de ideia e marcou para a tarde desta terça-feira, o anuncio de sua reeleição, ao lado da ex-juiza Selma Arruda, em uma aliança com o PSL. Ela vai disputar uma vaga ao Senado Federal ao lado do deputado federal tucano, Nilson Leitão.

O suspense do governador sobre sua candidatura à reeleição durou menos de 12 horas. O tempo suficiente para costurar um acordo com o presidente nacional do PSL e presidenciável Jair Bolsonaro, que aceitou a aliança de seu partido com o PSDB em Mato Grosso, desde que ganhasse palanque no Estado.

A assessoria do governador confirmou que o encontro de lançamento da pré-candidatura à reeleição, bem como a aliança com o PSL e Selma Arruda será na tarde desta terça-feira, mas não divulgou o horário.

Neste encontro, Pedro Taques vai anunciar o nome dos dois candidatos ao Senado Federal e espera também divulgar quem será seu candidato a vice-governador. Na segunda-feira ele fez o convite a seu ex-secretário chefe da Casa Civil, Max Russi, que apesar de afirmar que seu projeto é disputar a reeleição à Assembleia Legislativa ficou de dar um posicionamento oficial ainda na manhã desta terça-feira.

Fonte:Redação 24 Horas News